Pesquisar neste blogue

A carregar...

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Opinião "O Estranho Ano de Vanessa M" de Filipa Fonseca Silva

Para todos os que gostam de dizer “deu uma volta de 180º” para se referir a ficar do avesso, conheçam Vanessa M. que dá cara e voz à crise existencial que ninguém quer assumir e na qual apenas uma volta bem larga em redondo sobre si mesma e sua vida a vai fazer ver que o que precisa está exactamente na casa da partida, no fim dessa volta de 180º.
Venham comigo conhecer a crise de meia idade que eu não consigo circunscrever uma faixa etária mas sim na condição de mãe, mulher e ser humano.


Este livro acompanhou-me num fim de semana ali à capital do pais vizinho. Deixei o livro erótico que estava a ler e peguei num livro que fosse possível ler ao lado do mini leitor sem levantar questões difíceis de responder. A escolha recaiu sob um dos últimos livros que comprei que já andava debaixo de olho desde o seu lançamento de Julho. A autora entrou no radar quando se tornou a primeira portuguesa a entrar no Top 100 da Amazon com o antecessor “Os 30 - Nada é como sonhámos”. Talvez por andar a ouvir “estás quase no 30” desde que fiz 27 anos, sinto-me cada vez mais tentada em lê-lo mas por enquanto esse ainda está na wishlist. 

“O Estranho Ano de Vanessa M.” tornou-se a leitura que nos faz parar para pensar enquanto nos vai iluminando diversos locais estratégicos na gincana que é a vida adulta, a maternidade e as relações.
Conhecemos Vanessa saturada, perdida e encurralada numa vida com a qual não se identifica. Apática no trabalho, distante do marido, desinteressada da filha e completamente descompassada com a vida que criou nos últimos anos. Em que momento se tornou esta Vanessa que não reconhece ao espelho?

Um acontecimento que a leva a frequentar “ajuda médica” por obrigação é o catalisador da decisão, a da mudança extrema. 
Acompanhar Vanessa ao longo de um ano complexo e em constante mutação, quer psicológica quer no ambiente que a envolve, permite-nos olhar para nossa própria vida e rever alguns dos dramas da personagem como nossos ou até encontrar outros que melhor se encaixam na nossa vida. Seja como for, a lição que levamos de “O Estranho Ano de Vanessa” é aplicável a vários cenários, ao meu ou ao teu, mesmo quando o final não é o mesmo para todos, mesmo quando as conclusões são as mesmas mas os resultados diferentes.

“O Estranho ano de Vanessa M” pode ser encarado com a maior das levezas ou para muitas boas mães que conheço, com um olhar reprovador de quem nunca sentiu a dúvida da qualidade do seu desempenho.
No fundo, Vanessa é um pouco de todos nós e quem nunca duvidou de si próprio que mande a primeira pedra.
Sobre a história, que vos vou dizer….olha...leiam!

Como nunca gostei de dar spoilers e vos contar a história, fico-me pelas recomendações.
A ti que:
  • olhas para a tua vida e não te sentes satisfeito com o que criaste, lê!
  • estás casada e achas que os solteiros é que estão bem, lê!
  • estás solteira e só pensas em ser uma mulher casada, lê!
  • te achas um bicho estranho por ninguém à tua volta partilhar da tua necessidade de sanidade mental, lê!
  • te achas muito nova para uma crise de meia idade, lê!
  • olhas para a maternidade como a centopeia inquisidora que esta consegue ser, lê!
  • pensas que as mudanças não trazem nada de bom, lê!
  • pensas que o problema está nos outros, olha bem para ti, conhece quem és e LÊ!!
BOAS LEITURAS :)

Deixo a música que andou na minha cabeça durante a leitura

Porque tengo miedo, miedo de quererte
Y que no quiera volver a verme

Sem comentários :