segunda-feira, 31 de março de 2014

Faz tanto tempo que não leio Paulo Coelho

E o autor acaba de lançar um novo livro.
Uma novidade Pergaminho com lançamento a 17 de Maio.


Sinopse
Uma mulher, casada, mãe de dois filhos, e jornalista de carreira, começa a questionar a rotina e a previsibilidade dos seus dias. Ao olhos de todos, tem uma vida perfeita: um casamento sólido e estável, um marido dedicado, filhos alegres e felizes, um trabalho que a faz sentir-se realizada. Contudo, já não é capaz de suportar o esforço necessário para fingir que é feliz, quando a única coisa que sente pela vida é uma enorme apatia. Tudo muda quanto reencontra, acidentalmente, um antigo namorado da sua adolescência. Quando se reencontram, desperta nela uma inesperada e violenta paixão, e fará tudo o que seja preciso para conquistar esse amor impossível. 
 
Mais informações no site
logo

O Diabo está de volta! :: Novidade Editorial Presença

Depois de ler a sinopse, não resisti em partilhar. 
Ainda outro dia revi o filme e pensei "isto bem que podia ter continuação, ninguém passa a perna a Miranda Priestly"
E aqui está a continuação de O Diabo Veste Prada


Sinopse: 
Eis a muito aguardada sequela do divertidíssimo bestseller O Diabo Veste Prada. Estão de volta o glamour e o humor e está de volta também, mais malévola que nunca e cheia de sede de vingança, a diabólica Miranda Priestly. Passaram dez anos desde que Andrea Sachs deixou de trabalhar para Miranda e a sua vida não podia correr melhor. Está noiva de Max Harrison, herdeiro de um império de publicações, e dirige a sua própria revista, The Plunge. Mas, inesperadamente, Miranda volta a entrar na sua vida, com uma proposta milionária para comprar The Plunge.

Estará Andrea, depois de ter reconquistado uma nova vida, prestes a cair mais uma vez nas garras do diabo que veste Prada? Afinal, a vingança serve-se fria e… nunca sai de moda.

O diabo está de volta em A Vingança Veste Prada!
 
Mais informações no site
Editorial Presença 

sexta-feira, 28 de março de 2014

"Cidades de Papel" no Cinema

Enquanto aguardamos pacientemente a estreia de "A culpa é das estrelas" (26 de Junho), John Green anuncia no Twitter que a equipa responsável pela adaptação da história de Hazel e Gus será a mesma a levar "Cidades de Papel" ao grande ecrã. 


Nat Wolff é até agora o único nome associado ao elenco e terá com certeza o papel de Quentin.
Por aqui já lemos esse livro mas eu continuo a ter "A Culpa é das Estrelas" no topo das minhas preferências no que toca a John Green.
Curiosamente sempre pensei que fosse o À Procura de Alaska o próximo a ser levado ao cinema :)





quarta-feira, 26 de março de 2014

Novidades que me fazem querer beijar o carteiro

Por aqui já falámos neles mas ainda não os lemos. São sem dúvida a minha próxima leitura. Preferia rebolar na cama a ler mas nem todos os meus desejos são ordens, por isso, vamos lá intrigar quem olha para a capa e chocar que possa ler um pouco do conteúdo por cima do meu ombro no Metro.

Novidades a dobrar :)
Ele era o único homem que ela não podia evitar. 
E o único homem a quem ela não conseguia resistir. 

«Para mim, a nossa obsessão é ferozmente, incrivelmente real. Para o Damien é um jogo. O Damien precisa de mim, precisa de estar em controlo. As suas necessidades são palpáveis: ele precisa de sentir prazer. Lindíssimo e absolutamente brilhante, é também alguém que vive uma enorme tortura interior. Somos, em todos os aspetos, o par perfeito.

Concordei em ser só dele, mas agora quero que ele seja só meu. Quero que nos amemos para além das fronteiras mais doces do nosso êxtase, até aos desejos mais profundos das nossas almas. Quero que o fogo que arde entre nós nos consuma. Mas existem recantos obscuros dentro do Damien que nem a nossa paixão mais selvagem poderá tocar. Anseio por conhecer os seus segredos, anseio pelo momento em que ele se entregue a mim como eu me entreguei a ele. Mas os nossos passados sombrios tanto nos poderão juntar como afastar… irremediavelmente.» 

VEJAM O TRAILER DE "DESEJA-ME" E "LIBERTA-ME"
 

Ah e já agora 
Parabéns!
5º aniversário do grupo editorial 20|20

A Lizzie e o Diesel estão de volta...

Depois do ataque de Gula Perversa, vem a Corrida
:) 
O segundo volume da Saga Lizzie & Diesel chega dia já amanhã. 
Eu nunca digo não a um livro da Janet Evanovich! É entretenimento garantido :)

Sinopse
A vida pacata de Lizzy Tucker está prestes a ser virada do avesso, quando Diesel, o seu espetacular e maravilhoso parceiro nas investigações do sobrenatural, a desafia para salvar o mundo. Uma vez mais. Depois de terem encontrado a Pedra da Gula, a chef de pastelaria e o mais sexy caçador de recompensas do oculto de Boston continuam à procura das restantes seis pedras Saligia que, segundo as lendas, detêm o poder de cada um dos sete pecados mortais. Quando Gilbert Reedy, professor da Universidade de Harvard, é misteriosamente assassinado e atirado da varanda do 4.º andar da sua casa, pistas ligam o homicídio a Wulf Grimoire, uma figura do lado negro com quem Lizzy e Diesel já se haviam cruzado. Wulf está determinado em reunir as sete pedras para, com o seu poder, dominar o mundo, e desconfia-se precisamente que Reedy foi morto às suas ordens por estar a investigar a Pedra da Luxúria.Seguindo as pistas que constam de um críptico livro de sonetos do séc. XIX, Lizzy e Diesel partem à descoberta da Pedra, que se pensa estar investida do poder da luxúria, deixando atrás de si um rasto de sepulturas profanadas, distúrbios da ordem pública e o caos generalizado. 

Uma caça ao tesouro divertida, cheia de ação e de leitura imparável, ao estilo inconfundível e original de Janet Evanovich. 

Não leram o primeiro, Gula Perversa?
Fiquem a conhecer a nossa opinião
http://efeitodoslivros.blogspot.pt/2013/05/gula-perversa-opiniao.html

Uma novidade

terça-feira, 25 de março de 2014

Highlander - Dentro do Sonho :: Opinião

O que leva o Rei Unseelie condenar um guerreiro highlander a séculos tortura?
Ok, a resposta a esta é fácil...PURA MALDADE!
Não é curioso que a única ajuda que este humano recebe durante o seu aprisionamento seja obra da Rainha Seelie?
Será que o amor e determinação de uma mulher são suficientes para fazer com que este guerreiro volte a sentir e a recordar o homem que foi em tempos?
Será o corpo capaz de guardar e reconhecer a sensação de um toque mesmo quando a mente não detém qualquer memória do passado?


A resposta a estas e outras perguntas são-nos dadas em menos de 100 páginas!! 
A história de Aedan e Jane, numa versão A Bela e o Monstro das Highlands, que queremos conhecer mais ao detalhe, durante mais páginas.
Soube-me a pouco. É tão curtinho que doí. Foi quase uma rapidinha literária que nos deixa de rastos com apenas duas linhas já perto do final.
O Rei e a Rainha na mesma cena? O que é que eu ando a perder?!
Quero férias!
Vou tirar férias, pegar nos meus highlanders todos, encomendar a série fever toda em inglês e prostrar-me num sofá fofinho rodeado de luz natural para ler, ler e ler.
Férias literárias! Esperem....em férias literárias fazemos férias dos livros ou com livros?
Bem...preciso de férias, sejam de que tipo for!

Decididamente tenho que ler os meus highlanders todos e a série Fever, especialmente a série Fever. Ainda ontem fui confrontada com um excerto de Burned. Spoilers, spoilers, spoilers não posso nem quero ver! (quem tiver coragem que espreite aqui)

Mas voltando a Highlander - Dentro do Sonho, a história e o restante livro.
Para quem é conhecedor dos livros de Mac & Barrons, tem um vislumbre do que pode esperar na continuação da série, para os fãs da série Highlander, aqui têm a oportunidade de conhecer um novo par (ainda que muito superficialmente) e ter acesso a cenas inéditas ou cortadas de outros livros, para quem acabou de chegar e não faz ideia que este livro faz parte de uma família muito grande, então tenho boas e más notícias, ou gosta e entra num mundo do qual sair é muito complicado ou acha a história sem graça e pequena e nunca mais pega num livro destes. Por isso ATENÇÃO, não sejam um destes últimos. Pessoalmente aconselho Karen Marie Moning a toda a gente que gosta de uma leitura viciante, sobrenatural e com boas doses de sexo e humor.


E como esta autora ocupa um dos lugares cimeiros no meu top de preferências, vou tratar de levar a cabo a minha Missão de Reunir e Apreciar Highlanders. Falta-me o segundo livro da colecção, Highlander - O Domar do Guerreiro e não quero ler mais nenhum até ter este. É claro que os outros todos chamam-me da prateleira, pedem-me que os toque, que os folheie e os leve comigo. Mas não posso, quero ler isto por ordem!
 
Quanto à série Fever, vou controlar o meu impulso de comprar os livros todos em inglês e fechar-me em casa a ler. Vem aí a Primavera e seria a altura errada para hibernar.
Vou esperar pacientemente para ler Sublime Sedução.

Nota 1: Confesso que não li os excertos referentes ao Highlander Negro e O Beijo do Highlander. Estou a guardar estas pérolas para quando ler ambos os livros. Queremos sempre ler algo mais, ora então, aqui está a minha oportunidade.

Nota 2: Além de ter adorado ler a nota da autora sobre como começou a escrever e as sucessivas negas que levou ao longo dos anos, o que mais gostei de ler foi a proposta para um livro que nunca viu a luz do dia. Eu teria gostava de ter lido Ghost of a Chance (Fantasma de uma Eventualidade).
Bem, eu terei gosto de ler qualquer coisa escrita por a KMM.

Nota 3: Perdi esta crítica e tive de rescrever tudo....detesto quando isto acontece!

E vocês?
Temos Moningamaniacs por ai?
Eu sei que sim, eu não tou sozinha :P

segunda-feira, 24 de março de 2014

Pedro Chagas Freitas na Marcador

De vez em quando chegam notícias que os autores trocam de editora e para nós leitores é sempre bom, é sinal que continuam a escrever e lançar livros.
Desta vez foi Pedro Chagas Freitas que passou para a Marcador. 

(notícia e imagens divulgadas na página facebook da Marcador)

Por aqui somos fãs :) vá, eu Elsa, sou fã.
E visto que ainda nenhum outro livro que li do autor destronou "Eu Sou Deus" fico a aguardar novidades :) Esperemos que para breve.

Boas leituras
:)

Passatempo Presença - O Melhor Lugar do Mundo é aqui Mesmo


O Melhor Lugar do Mundo é Aqui Mesmo é um livro reconfortante e inspirador que nos convida a meditar e a sintonizar-nos com a nossa essência mais profunda, pois só assim podemos valorizar o presente e ultrapassar as sequelas do passado.

Um passatempo com o apoio:

O PASSATEMPO DECORRE ATÉ 06/04/2014 

Para se habilitar ao passatempo, preencha o formulário abaixo e siga as regras dos nossos passatempos: 

ATENÇÃO - REGRAS: 
- O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo. 
- Podem participar todos os dias - uma vez por dia, aumentando assim as vossas possibilidades de ganharem.
- Só serão aceites participações de fãs e/ou seguidores - Só aceitamos participações de residentes em Portugal. 
- Sorteamos o livro no random.org entre todos os participantes. 
- Não nos responsabilizamos por nenhum extravio, neste caso o envio é garantido pela editora. 

NOTA: - Façam partilha do passatempo - SEMPRE PÚBLICA 
- Ou copie o link e partilhe no seu mural de facebook, blogue ou outro local.

Ajude-nos a divulgar!!!
BOA SORTE!!

Resultado do Passatempo: «O olhar de Sophie» - Porto Editora


São os olhos astutos e desafiadores de Sophie, imortalizados num quadro de cores vivas pelo pincel do seu marido Édouard, que liga dois planos temporais separados por quase 100 anos e nos quais ficamos presos e emocionados mas cientes de que a esperança e a determinação são as melhores armas para seguir em frente.
Leia a nossa Opinião, aqui

Sinopse e Excerto , no site da Porto Editora

*
RESULTADO DO PASSATEMPO 

Com 1571 participações, a participação vencedora foi a Nº 1292 - Sandra Bettencourt.
O vencedor irá ser contactado via email e o envio será efectuado pela editora.
*

Um passatempo com o apoio:

sexta-feira, 21 de março de 2014

A ler...Carícias da Noite e Sedução ao Luar :)

Enquanto desligo do mundo criado por Karen Marie Moning, tento voltar a entrar, em pézinhos de lã na história de Merry Gentry.
Iniciei a leitura no final do ano passado mas rapidamente me perdi.
Como não li o primeiro livro, sinto-me sempre meia perdida, por isso, ando a reler algumas partes do segundo, Carícias da Noite e a colmatar as falhas com a informação disponível online.
 Neste momento o Wikipedia está a ser uma tremenda fonte de informação :) só me falta fazer um desenho.


Dizem-me que perdi coisas muito interessantes no primeiro livro. 
O que me dizem vocês??
Seguem a série criada por Laurell K Hamilton?


"Noites Escaldantes" :: Opinião

Quando a tentação nos bate à porta, será que resistimos em abrir?
A tentação de Stacey é o melhor amigo e colega de Aidan, igualmente um Guerreiro de Elite, capaz de a deixar a salivar pelo momento em que se vai enveredar por maus caminhos e se perder por completo.
"If you never get lost, then you never get found"
(autor desconhecido)

Se Aidan era de perder o norte, com Connor perde-se o pontos cardais e qualquer referência de geográfica, de tempo....raios, eu acho que a Stacey se chega a esquecer do seu próprio nome!

SINOPSE

Stacey fica a tomar conta da casa e do malfado gato de Lyssa durante a sua ausência enquanto se debate e atormenta com a viagem inesperada do seu filho à neve com o pai, o desgraçado ex de Stacey que nunca se interessou o suficiente pelo filho. As suas divagações são interrompidas quando Connor lhe aparece à porta de casa de Lyssa e Aidan, vindo sabe-se lá de onde, Stacey tem a plena noção que o único motivo que a faz abrir a porta é porque este se proclama amigo de Aidan, caso contrário e perante todo aquele esplendor masculino, ao qual o seu corpo automaticamente reage, ela não o teria deixado passar da ombreira da porta.
Stacey conhece os seus dramas de cor e tem pleno conhecimento do seu gosto por "bad boys". O facto de este ser lindo de morrer e ter uma confiança tremenda em si, até ponto de ser rudemente honesto e directo sobre o que quer, é algo que Stacey acaba por considerar interessante e curiosamente excitante. Claro que inicialmente luta com todas as forças contra a desconcertante atracção que sente mas rapidamente, e de modo feroz, percebe que a resistência é inútil e deixa-se levar num noite louca de puro prazer com um homem de sonho.

Alternando o plano de acção entre Stacey e Connor em casa e Lyssa e Aidan que se encontram no México, a autora prende-nos com o passar de páginas a um ritmo avassalador, com descobertas incompletas sobre o mundo dos Guardiões e com a evolução de todos os personagens, incluindo os que se encontram no Crepúsculo.
Mas é quando as personagens estão todas reunidas que a história sofre a reviravolta que nos faz mergulhar mais fundo e terminar a leitura a pedir por mais....por mais Conner, por mais Aidan e atrevo-me a dizer, Wager?! Mas creio ter más notícias :( não há mais livros desta série, pelo menos por enquanto e porque já verifiquei existirem divergências entre a autora e a editora que a publica. (explicação dada pela autora)
No entanto, não desesperem, com paciência teremos mais, um dia destes. Até lá, temos noites escaldantes (talvez não tão escaldantes como as das heroinas destas histórias! Continuo a dizer, "onde está o meu guardião de sonhos?")
Nota: gostei de ver os papéis invertidos neste livro. O primeiro a desejar uma ligação mais profunda não foi quem habitualmente começa a magicar o futuro ao primeiro olhar ou beijo. 

 
Um romance repleto de momentos eróticos (não, não, é capaz de ser mesmo porno), para serem saciados com fulgor e paixão, como a ligação carnal que inicialmente se cria entre Connor e Stacey.
Se o corpo chama pelo toque de alguém que queremos porque não satisfazer o seu pedido com momentos de prazer entre dois adultos conscientes do que querem e do que são um para o outro?
Quando o corpo e a mente se alinham, porque não dar espaço aos sentimentos para crescerem?
Já que o euromilhões é tão dificil de ganhar, peçam boa comunicação e uma conexão sexual esplêndida. Na minha opinião esse é um jackpot de milhões!

E como hoje é sexta-feira...vou tentar a minha sorte! :) No euromilhões, claro.
E vocês tentem a vossa, com a leitura deste livro que chega hoje às livrarias.
:) Não percam a oportunidade.
Boas leituras!

Uma novidade escaldante da
http://www.saidadeemergencia.com/produto/frutos-proibidos/

quinta-feira, 20 de março de 2014

A biblioteca cresce :)

Entre leituras e pouca vontade de estar com as mãos num teclado, creio que foram ficando para trás alguns posts que gosto de partilhar convosco.
Um dos que estava em falta são os livrinhos que chegaram aqui à biblioteca da Elsa nestes últimos dias.
Xiuu, incluindo o livrinho para dar à mãe da Dorothy Koomson. A nossa progenitora faz anos no final do mês :) 
Sim, prenda original, livros! :) Tendo em conta que ela me rouba quase tudo da prateleira, bem tudo o que é romance, tenho escondido os eróticos mais pecaminosos, não vale a pena manchar a minha reputação.


Noites Escaldantes de Sylvia Day - Lançado dia 21 de Março - SINOPSE
Highlander - Dentro do Sonho da minha adorada Karen Marie Moning (que devorei esta manhã) - SINOPSE
(e o mini livrinho é um cheirinho do 3º livro da série FEVER que já falei aqui e aqui)
Sedução ao Luar de Laurell K. Hamilton (que será lido de seguida) - SINOPSE
e o livro para a mãe
:)
Nunca li nada da Dorothy mas gostei imenso de a conhecer na Feira do Livro de Lisboa em 2013.
Um Erro Inocente de Dorothy Koomson - SINOPSE

E daqui, o que já adquiriram para a vossa biblioteca e o que não se importavam de roubar da minha?

Boas leituras :)

"O olhar de Sophie" :: Opinião

"És tu Sophie...Foste sempre tu"
São os olhos astutos e desafiadores de Sophie, imortalizados num quadro de cores vivas pelo pincel do seu marido Édouard, que liga dois planos temporais separados por quase 100 anos e nos quais ficamos presos e emocionados mas cientes de que a esperança e a determinação são as melhores armas para seguir em frente.

» Excerto «

Num primeiro plano conhecemos Sophie, que sobrevive em plena 1ª Guerra Mundial, com os homens da família longe, especialmente o seu marido Édouard, o pintor que conheceu e com quem viveu em Paris antes de a Guerra se espalhar pela Europa. Mais interessante que a conhecer neste tempo, é ter acesso às memórias, aos seus flashbacks de jovem provinciana a viver e trabalhar na capital Francesa. Achei deliciosos os detalhes de como Édouard e Sophie se foram conhecendo, de como ele pintou o tão famoso quadro e de como, na realidade, Sophie se tornou a mulher forte e desafiante que ficamos a conhecer.
Embora não possua extensos conhecimentos sobre ambas as Guerras, é do conhecimento geral a pilhagem dos bens por parte do exército alemão, sendo os objectos de valor ou de carácter revolucionário, os primeiros a serem confiscados. No entanto, Sophie consegue sempre manter o quadro "A Mulher que deixaste para trás" no seu estabelecimento, mesmo quando o Kommadant a passa a ter debaixo de olho e os oficiais alemães começam a frequentar o espaço.
(vou confessar que desenvolvi algum apreço pela personagem do Kommandant. Errado ou não, é a verdade!)
Este lado da história, se assim pudermos chamar, foi o que mais me cativou. Aquela ideia que "o que será que vai acontecer de mal a seguir" roeu-me até altas horas da noite. A natureza tempestuosa e desafiadora de Sophie é o seu principal actrativo, mas por vezes, existem atenções que não devemos direccionar para nós e para os que nos são próximos. Sabemos que nem tudo é o que parece e por vezes, acometidos pela coragem ou pura estupidez, conhecemos pessoas capazes de arriscar a própria vida para obter o que querem. Com Sophie é assim e quando já estamos apegados à personagem, a temer pelas consequências dos seus actos e a luta inconsciente para voltar a estar com o marido, somos abruptamente sugados para o presente para conhecer Liv, deixando Sophie suspensa no tempo.

Liv acorda com os olhos d"A mulher que deixaste para trás" pousados nela, como que a desafia-la a sair da cama. Viúva de um homem brilhante que o destino ceifou muito cedo, Liv deambula por uma Londres agitada sem grandes objectivos de vida para além de ter dinheiro para suportar as contas exorbitantes que tem e manter vivo o legado do marido.
No momento crucial em que está a dar pequenos passos na direcção correcta para sair do luto auto imposto e quando a sua autoconfiança regressa devagar, é confrontada com a luta pelo quadro, tendo no lado oposto do tabuleiro o homem que tão recentemente entrou na sua vida.
A permanência desta obra na sua vida, assim como a do homem que lhe ocupa os pensamentos parece não ser possível em simultâneo e qualquer uma das opções terá efeitos devastadores para Liv.
Talvez por ter abandonado um personagem tão forte algumas páginas antes, não me senti imediatamente ligada a Liv neste tempo que me é familiar.
Aqui são as personagens que a rodeiam que me animam, que me despertam o interesse na história e no destino do quadro.
Na realidade é Paul, responsável pela empresa que irá resgatar o quadro para os familiares do pintor, o personagem em quem centro as minhas preferências nesta segunda metade do livro. Um homem interessante e curioso, sobre o qual temos um insight detalhado desde as primeiras cenas em que aparece e que, mesmo sobre a pressão de não saber o que fazer e tentar tomar a decisão correcta, tem das atitudes mais brilhantes (embora um pouco loucas) que não se consegue encontrar em muita gente actualmente.
No entanto, ao desenvolver um óptimo personagem masculino, acho que a autora descurou em Liv e em outra personagem, que como é secundária, acaba por perder um pouco o brilho e até a presença na narrativa.

Desta história tiramos personagens tão ricos que ao conhece-los sentimo-nos mais completos. Já tinha tido essa impressão quando conheci Will em "Viver depois de ti" e aqui, levamos um pouco de cada personagem, até daquelas pelas quais pensamos ser improvável nutrir qualquer compaixão ou carinho. Eu levo a sagacidade de Sophie, o génio de Edouard, a resistência de Liliane, desejo de ser apenas humano do Kommandant, a dedicação de Liv, o desenrasque de Mo e a paixão de Paul.

A autora leva-nos à angustia de querer saber o desfecho das duas histórias, a de Sophie e de Liv. Para uma assumimos à partida um fim trágico, tão comum na época e para a outra, que vive num mundo actual e mesquinho, uma completa devastação dos seus bens mais queridos, da sua confiança recém restaurada e nas possibilidades de um futuro pleno e livre de injustiças.
Quando ao destino do quadro, que observou todos os intervenientes ao longo da história e dos anos que andou de mão em mão, foi angustiante ter de esperar até quase à última página para saber como acabam as coisas.

Um lindo romance que nos faz pensar em dois planos temporais diferentes mas que conjuga muito bem as idas e vindas no tempo, no entanto, não consegue destronar o "Viver depois de ti"

​Deixo uma nota: o nome do livro em português foge um pouco ao conteúdo, torna até o quadro na personagem central do livro (o que na minha opinião até não está errado) no entanto, "The girl you left behind/A Mulher que deixaste para trás"" faz uma referência mais abrangente às personagens femininas e é igualmente o título do quadro. Mas eu sempre embirrei com traduções de títulos de filmes e livros.

Uma leitura com o apoio

quarta-feira, 19 de março de 2014

"A Gloriosa Bicicleta" de Laura Alves e Pedro Carvalho - Opinião

Como entusiasta da bicicleta e sendo parte de uma sub tribo de ciclistas, assumo-me como um puro "Bttista" daqueles que usam calções de licra, camisa cheia de cores fluorescente, capacete e camel bag, daqueles que gravam todos os tracks e querem saber quantos km, as distâncias, a velocidade, um ciclista que mais parece uma cabra da montanha (cognome pelos autores do livro) que adora saltar pedras, montes e vales... No entanto, este era sem dúvida, um livro que não podia deixar de ler!

A Gloriosa Bicicleta é um compêndio de instruções para iniciantes, um manual para viver a bicicleta num estado urbano, um livro que tenta desmistificar todos os aspectos de viver e sentir a bicicleta num ambiente urbano como Lisboa.

Pedalando livro afora, vamos percorrendo os capítulos com entusiasmo desde a primeira à última página. Na introdução encontramos pormenores da história da bicicleta, desde os seus inventores até detalhes mais actuais. Alguns factos eram desconhecidos para mim, que me fez ir à procura e alargar conhecimentos, nomeadamente a história da bicicleta em Portugal.

Temos ainda capítulos para perceber a mecânica, os equipamentos extra, a importância do cadeado, as luzes, os capacetes e ainda, as novas regras, direitos, mas também deveres para os ciclistas.

Vibrei com este livro, soltei imensas gargalhadas e aliás, ri-me de mim mesmo e do ridículo que são algumas situações. Como já disse, sou um entusiasta da bicicleta e muitas das vezes revi-me em situações, em hábitos, grupos e comportamentos descritos no livro, tendencialmente tenho a vertente do BTT que por vezes é "gozada" durante o livro, mas qualquer pessoa que ande de bicicleta e ame o desporto que isso é, assume um traço de ridículo que pode ter, "homens de pernas depiladas, vestidos de licras multicolores, armados de equipamentos topo de gama" temos de convir que é de gozar... ainda assim estou muito confortável com a minha masculinidade e confesso que o calção acolchoado é um bem essencial à pedalada.

Foi um livro que me fez rir muitas vezes e desejar partilhar o que lia, fez com que por vezes interrompesse as leituras da minha cara metade para lhe ler as partes mais hilariantes.

Se gostas de bicicletas e se queres viver mais um pouco da vida sobre sob rodas... tens de ler este livro!



Uma leitura com o apoio da TEXTO EDITORES - LEYA

terça-feira, 18 de março de 2014

"Principezinho põe a gravata" de Borja Vilaseca - Opinião


Vorja Vilaseca encaminha-nos no autoconhecimento, dando-nos ferramentas para a honestidade, a humildade e a coragem, partilhando e reinventando os conhecimentos do "Principezinho".

"O mundo inteiro abre alas quando vê passar um homem que sabe para onde vai."

É esse caminho que o autor quer que o leitor encontre e percorra. Que entenda a escravidão da reactividade e a tirania do egocentrismo, aceitando e reinterpretando a realidade em prol do seu crescimento emocional.
Pelo enredo criado por Borja Vilaseca o leitor é levado a compreender que o poder isola e corrompe, para além de corroer e minar a confiança e a energia de cada um que dele está sedento.

Na busca por uma maior energia e vitalidade emocional, somos levados a olhar a arte da compaixão e o nosso papel e proatividade para a felicidade, tanto nossa como dos demais.
A escolha de Borja Vilaseca assenta sobre o mundo laboral mostrando diversas personalidades, que facilmente ligamos a nós mesmos ou a alguém conhecido, essa é a forma de chegar até nós.

"A única coisa que nos impede de sermos protagonistas da nossa própria vida é o medo."


Gosto essencialmente da ideia principal do livro, porque nos mantêm interessados não só nos ensinamentos, mas também no enredo. Faz-nos ter sentimentos, sensações e desejos para as personagens e a ligá-las a pessoas que conhecemos e com quem lidamos, é inevitável! Tem um fio condutor e não nos pede exercícios - pelo menos directos - como a maioria dos livros de desenvolvimento pessoal. 
Está bastante bem conseguido e sem querer ser muito "lavagem cerebral" como muitos do género. O "exercício" está camuflado, mas nem por isso deixa de existir. 

Recomenda-se a leitura e a aprendizagem.

Mais informações, consulte aqui, no facebook da Editora SELF.


ROSA CANDIDA, aclamado sucesso islandês chega a Portugal

É pela aposta da MARCADOR que chega até nós o encantamento nórdico de Auður Ava Ólafsdóttir, que segundo a opinião dos críticos está difícil de igualar!


«Uma obra de estreia de um encanto difícil de igualar
e dela emanam uma delicadeza e uma autenticidade
pouco comuns na nossa época.» 
Elle 

SINOPSE

Um jovem decide deixar a casa da sua infância, o irmão autista, o pai octogenário e as paisagens familiares de campos de lava cobertos de musgo, em busca de um futuro desconhecido. 

Pouco antes da sua partida recebe um terrível telefonema: a mãe falecera num acidente de carro. As suas últimas palavras tinham sido de doce conselho ao filho, incitando-o a continuar o trabalho que partilhavam na estufa, mais especificamente o cultivo de uma variedade de rosa rara, a Rosa Candida. 

Antes da morte da mãe, naquela mesma estufa, vivera um breve encontro de amor. Foi quando já preparava a sua partida que soube que, nessa noite, concebera inocentemente uma criança. 

Atordoado com todos estes súbitos acontecimentos, procura refúgio, recolhendo-se num majestoso jardim abandonado de um antigo mosteiro europeu. 

É aí que se vai dedicar a fazer florescer aquela rosa rara de oito pétalas. Ao concentrar a sua energia no seu cultivo, aprende também, sem dar por isso, a cultivar o amor.


Uma aposta,

Novidades QUETZAL... aos pares vêm melhor!


Tenho de me render, já tenho dito muitas vezes, mas repito, acho que se adquirisse todo o catálogo da Quetzal não me arrependeria. 
Ora vejam só as últimas novidades!


Mais informações em breve.


Mais informações em breve.
Leia também a nossa opinião a outra obra de Geoff Dyer, aqui.


Mais informações, aqui.
Leia também a nossa opinião a outra obra de José Rentes de Carvalho, - La Coca
Leia também a entrevista com o autor a propósito deste "novo" livro!


Mais informações, aqui.
Leia também a nossa opinião à obra "E os hipopótamos cozeram nos seus tanques", aqui

Uma escolha, 

Queres ser capa de um livro??

Como gostamos de coisas diferentes não podemos deixar de divulgar a iniciativa da Saída de Emergência.

Estás são as capas das edições de Paixão em Limites (Fallen too far)

Sinopse
Paixão Sem Limites é o primeiro livro de uma série best-seller, escrita por Abbi Glines. Esteve nomeado para melhor livro de literatura romântica nos Goodreads Choice Awards. Se é fã de Sylvia Day ou de Jennifer L. Armentrout, não perca esta trilogia carregada de sensualidade. Brevemente.

Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Passou os últimos três anos a cuidar da mãe doente. Após a sua morte, Blaire é obrigada a vender a casa da família no Alabama para pagar as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem ter onde ficar. A única solução que encontra é pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Florida, Blaire depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Como se não bastasse, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada daquela nova irmã. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com uma famosa estrela do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias mulheres para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente o mesmo. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam por se entregar a uma paixão proibida, sobre a qual não têm qualquer controlo. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

Então? 
Curiosas?
Fica o convite

Para mais novidades:

http://www.saidadeemergencia.com/produto/frutos-proibidos/

Divulgação - O Melhor Lugar do Mundo é Aqui Mesmo


Sinopse:
Iris é uma mulher na casa dos 30, que vive só e trabalha como telefonista numa companhia de seguros. Desde a morte recente dos pais num acidente de viação, nada tem que a prenda a este mundo e perdeu por completo a capacidade de sonhar. É então que, num domingo cinzento, 
Iris entra por curiosidade num café que tem um nome invulgar e em que ela nunca reparara: O Melhor Lugar do Mundo É Aqui Mesmo. Aí, durante seis tardes consecutivas, Iris conversa com um desconhecido misterioso chamado Luca, que a guiará ao longo de uma incrível e mágica experiência introspetiva que a leva a redescobrir-se. 

Francesc Miralles nasceu em Barcelona, em 1968. É autor de mais de trinta obras, desde romances a ensaios, livros de autoajuda e ficção infantojuvenil, que se encontram traduzidas em diversos idiomas. Dedica-se principalmente à escrita, embora também exerça funções de assessor literário e consultor em várias editoras e colabore com o El País. Paralelamente, dedica-se à música como segunda paixão.

Care Santos, nascida na Catalunha em 1970, é autora de mais de trinta obras, entre romances, volumes de contos e poesia e literatura infantojuvenil. Algumas destas obras foram distinguidas com prémios e encontram-se traduzidas em mais de uma dezena de países. Care Santos dá frequentemente workshops literários e colabora também como crítica literária no suplemento El 
Cultural do jornal diário El Mundo. É mãe de três filhos.

Os autores propõem uma viagem ao interior de si mesmo!!! 
Está disposto a aceitar? NÓS ESTAMOS!

Para mais informações sobre o livro, visite a página da Editorial Presença, aqui.

BREVEMENTE EM PASSATEMPO ;)

Comecei a ler...

"Onde está o meu Guardião de Sonhos?" 
Depois de ficar a conhecer os Guardiões dos Sonhos e a história de Aidan e Lyssa em Frutos Proibidos, chegou o momento se prosseguir com as descobertas sobre o mundo misterioso do Crepúsculo, a luta dos Guerreiros pela verdade e a aventura de Connor no plano humano e nos braços de Lyssa.

Eu tenho outra luta para travar hoje. A luta contra o sono visto que fiquei a ler até tarde ontem.
(tentativas ensonadas de recriar a capa do livro)

Divulgação - Lançamento de "Deseja-me" de J. Kenner


E L James foi responsável pela explosão de entusiasmo, também em Portugal, pelo romance erótico. Mas antes de E L James, já J. Kenner tinha uma verdadeira legião de fãs por todo o mundo com os seus excitantes e vibrantes romances.

Depois de Liberta-me, já chegou às livrarias o segundo volume da trilogia Stark, Deseja-me (Topseller I 384 pp I 17,69€). Autora bestseller do New York Times, a escritora americana conta com mais de quarenta romances e novelas publicadas.

Elogiada pela Publishers Weekly como uma escritora com um enorme «talento para os diálogos e para as caracterizações excêntricas», a escrita de J. Kenner abrange vários ramos da literatura, incluindo romances eróticos plenos de sensualidade, romances femininos cheios de suspense, e literatura paranormal. A sua incursão pelo último género originou o livro Carpe Demon: Adventures of a Demon-Hunting Soccer Mom, cujo enredo está já a ser adaptado ao cinema por Chris Columbus, produtor dos filmes de Harry Potter.

A sua mais recente trilogia de romances eróticos, cujo 3.º volume ocupa atualmente o terceiro lugar de vendas na Amazon.com (Romance Erótico), foi publicada em mais de 20 países.

VEJA O TRAILER DE "DESEJA-ME" E "LIBERTA-ME"

Ele era o único homem que ela não podia evitar. E o único homem a quem ela não conseguia resistir. 

«Para mim, a nossa obsessão é ferozmente, incrivelmente real. Para o Damien é um jogo. O Damien precisa de mim, precisa de estar em controlo. As suas necessidades são palpáveis: ele precisa de sentir prazer. Lindíssimo e absolutamente brilhante, é também alguém que vive uma enorme tortura interior. Somos, em todos os aspetos, o par perfeito.

Concordei em ser só dele, mas agora quero que ele seja só meu. Quero que nos amemos para além das fronteiras mais doces do nosso êxtase, até aos desejos mais profundos das nossas almas. Quero que o fogo que arde entre nós nos consuma. Mas existem recantos obscuros dentro do Damien que nem a nossa paixão mais selvagem poderá tocar. Anseio por conhecer os seus segredos, anseio pelo momento em que ele se entregue a mim como eu me entreguei a ele. Mas os nossos passados sombrios tanto nos poderão juntar como afastar… irremediavelmente.» 

Para os fãs de As Cinquenta Sombras de Grey e de Rendida, eis mais um capítulo da história de uma paixão arrebatadora que já conquistou o coração e a fantasia de milhões de leitores em todo o mundo.

UMA APOSTA TOPSELLER 

Aproveitamos para dar os PARABÉNS pelos 5 anos ao grupo editorial 20|20