domingo, 15 de novembro de 2015

Opinião "Deixa-te Levar" de Megan Maxwell

Weepaa! Que saudades dos irmãos Ferrara e das feras que os rodeiam.
Embora para mim ninguém consiga destronar Bjorn e Melanie em "Surpreende-me", os personagens de Megan Maxwell conseguem cativar- nos e converterem-nos em amigos que se afligem pelos seus males e se alegram pelas vitórias nas suas vidas.
E agora, na história de Ruth e Tony o sentimento mantém-se.


Já conhecemos Tony da história do seu irmão em "Adivinha quem sou". Gostamos dele, do carisma característico de ser um Ferrasa e agora temos oportunidade de o ver a ir atrás de uma mulher pela primeira vez na sua vida de mulherengo a quem as mulheres perseguem. O alvo dessa perseguição é Ruth, uma emprega de mesa que se destaca pela sua atitude desprendida e o seu cabelo multicolor, o completo oposto das mulheres sofisticadas e aperaltadas com que Tony sai noite sim....noite sim!
Determinado em causar impacto em Ruth, que aparenta total desinteresse nele, Tony vai à luta e mal sabe que aquele remoinho de cor, sedução e respostas certeiras tem associado a si um furacão el nino que Tony desconhece até já ser tarde de mais.
Estará o eterno mulherengo Tony Ferrasa preparado para dar o seu coração a uma única mulher? E será que está preparado para a dividir com outros? 
Hey...respeito, não é o que pensam. Ruth é mãe solteira e mata-se a trabalhar para cuidar dos filhos. Com "Deixa-te levar" Megan Maxwell fala-me perto do coração, como aconteceu com "Surpreende-me".

Estará Tony preparado para ter mais do que aquilo que pediu? 
E quando o presente de Ruth lhe é revelado será Tony homem suficiente para apoiar a mulher que ama? E quando o passado reaparece, será esse o fim da linha para estes dois amantes?

Uma vez mais Megan não desilude e entrega-nos uma história cheia de animação, música, laços familiares e de amizade fortes e ainda, a oportunidade de voltarmos a ver a família ferrasa em acção.
Adoro que a autora crie sempre personagens femininas fortes e com uma boa dose de realidade. Sim, porque depois cria homens que só existem nos livros ahahah
Ai ai Megan Megan...o que nos espera depois de Eric, Bjorn, Dylan, Tony...vá e Omar, que se redime neste livro com a sua "bichinha"...o que nos espera?

Tenho só a salientar uma coisa que achei menos positiva. Senti que de início do livro, a história de Ruth nos é debitada a despachar mas tirando isso, temos um livro do género a que Megan já nos habituou, que conta com os elementos que lhe são característicos e tem ainda um pouco mais de acção do que o habitual. 

Quem venha o próximo!
Já ficámos a saber que "Pídeme lo que quieras y yo te lo daré" sairá em Portugal no primeiro semestre de 2016.
Ficam a conhecer a capa. Linda!


Por aqui não temos perdido um livro da autora publicado em Portugal. Relembramos as opiniões:
Deixo-vos a opinião à trilogia Pede-me o que quiseres, que nos conta a história de Eric e Judith
 
entrevista com a Megan Maxwell e a opinião a Surpreende-me, a "continuação" da trilogia

Opinião ao primeiro livro da duologia "Adivinha quem sou", com a história de Dylan (irmão de Tony) e Yanira
http://efeitodoslivros.blogspot.pt/2015/01/opiniao-adivinha-quem-sou.html
e ao segundo "Adivinha quem sou esta noite", conclusão da duologia sobre Dylan e Yanira.

Boas leituras!

Megan Maxwell é uma aposta

Sem comentários :