Pesquisar neste blogue

A carregar...

quarta-feira, 23 de março de 2016

Opinião "O Discípulo" - 2º Volume da série Sebastian Bergman

Um verão escaldante, um assassino brutal, vítimas sem uma ligação aparente e uma viagem ao passado repleta de culpa e arrependimento.
Quem é o responsáve?
Quem é o Discípulo?


Depois do brutal começo da série com "Segredos Obscuros" regressamos ao dia a dia de Sebastian Bergman e da Riksmord com um cenário inimaginável, o retorno a casa de um marido que encontra a sua mulher morta na própria cama e da maneira mais chocante possível.
Esta não é a primeira vítima a morrer sob condições peculiarmente adversas no verão escaldante que assola a cidade de Estocolmo. Ainda fora dos holofotes dos media, a Riksmord segue o rasto de um assassino que perpetua o trabalho de um conhecido serial killer dos anos 90 até ao mais ínfimo pormenor mas para a equipa especializada da Polícia Sueca o grande e inconfundível detalhe é que o assassino original, Edward Hinde está bem preso atrás das grades. E pior que o original, é quem o tenta imitar.

Somos levados ao longo de 670 páginas de um carrossel de manipulação, selvajaria, incompetência, segredos do passado e maquinações do futuro.
Uma coisa que me captivou bastante, além das tiradas mordazes de Sebastian e a possibilidade de voltar a rever a equipa da Riksmord, foi a maneira como fomos entrando na visão de vários intervenientes da história, do assassino à vitima, do investigador ao investigado.
O facto de estarmos na cabeça, quer da vitima, quer do assassino, é simplesmente arrepiante. 
E é desse modo que vamos virando página atrás de página no desenvolvimento deste horrendo caso, que como verificamos em "Segredos Obscuros", se cruza com a linha da história pessoal de Sebastian.
Sabem que eu não dou detalhes, isso é tirar o saborzinho da leitura em primeira mão mas garanto-vos uma coisa, vão viciar tanto ou ainda mais neste como aconteceu com o primeiro.

É uma maratona com um sprint final que nos deixa sem fôlego e sem hipótese de parar tal é a loucura para chegar ao fim, à conclusão deste caso que nos tem vindo a arrastar ao longo do livro. 
Se em "Segredos Obscuros" chegamos ao fim a pedir mais, em "O Discípulo" os últimos momentos fazem-nos antever que muito drama virá no terceiro livro da série. Por vezes a determinação de uns, será o fim de outros.
Mal posso esperar por voltar a integrar as investigações da Riksmord e por acompanhar o feitio especial de Sebastian.


Opinião Segredos Obscuros . ElsaR e EfeitoCris

Sem comentários :