sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Opinião "Livre para Amar"


Desde que este livro saiu que fiquei de olho nele.
Depois do arrombo emocional que foi ler "Entre o Agora e o Nunca" e respectiva continuação, era obrigatório passar por este "Livre para amar".
Infelizmente na altura do lançamento a oportunidade não surgiu e só agora, meses depois, tive tempo para pegar no meu "bilhete" para o Hawaii e sofrer a mudança que Luke e Sienna magicaram na vida um do outro.

Conhecemos Sienna a caminho de um grande trabalho no Hawaii, um daqueles que lhe vai dar uma grande comissão e a possibilidade de subir mais um degrau na escala de sucesso da empresa de organização de eventos para a qual trabalha.
Decidida em prosperar, Sienna foca-se no trabalho a 200%, quer por questões de mérito, quer por ter crescido com uma família que sempre lutou com o orçamento ao final do mês e o malabarismo de manter a coesão no meio tantas horas de trabalho.
Mas nos planos cuidadosamente elaborados de Sienna não figurava Luke, o enigmático surfista capaz de abalar as suas fundações com meia dúzia de frases e fazê-la mudar de planos de uma hora para a outra.
E quanto a Luke.....eu não vou falar de Luke, têm de perder tempo com a leitura para o ficar a conhecer. Depois percebem porquê...

E é assim que começa o prolongamento da estadia de Sienna no Hawaii.
Uma promessa de liberdade, de paz e férias torna-se em algo mais, torna-se num abrir de olhos, coração e mente.
Que mudanças se vão operar na vida de Sienna?
Será ela capaz estabelecer novas prioridades para a sua vida ao ver o seu dia a dia numa perspectiva diferente? 
Será Luke o catalisador para essa mudança de opinião?
Ou será toda a filosofia de Luke motivo de preocupação?

Um livro que me apanhou logo desde a sinopse pelo local e pela luta que sabia ser a tormenta da personagem feminina mas que agora me prende pelo momento em que nos transporta para a Ilha, nos seduz com umas férias libertadoras, nos faz enamorar por uns olhos cor de avelã, nos suspende na dor do desconhecido mas que depois nos faz chegar ao fim a sorrir e a desejar partir de férias para o Hawaii e quem sabe até tropeçar num surfista jeitoso como este.

Um leve romance de verão, repleto de uma forte carga emocional e com o tipo de personagens que J. A. Redmerski já nos deu a conhecer anteriormente (facilmente...gostáveis?!)
Porque não temos mais livros desta autora???
Eu nem peço as séries....ficava contente por ler "Song of the fireflies"
Presença....fico à espera :P

Uma mega aposta de verão 
Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.

Relembro a opinião a duologia da autora

2 comentários :

Marilina Simões Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marilina Simões Fernandes disse...

Olá,
Eu também adorei o livro! E penso o mesmo, porque não ter mais livros desta autora?
Adoro a forma como ela nos conduz ao longo do romance!
;)