segunda-feira, 3 de julho de 2017

Opinião "13 Minutos"

Para sempre, é realmente muito tempo.
E nada é para sempre, excepto a morte. Certo?
Por isso, o que são 13 minutos? 


13 são exactamente os minutos que Natasha esteve "morta". Encontrada no rio pelo cliché homem-solitário-que-passeia-o-cão, Natasha perdeu o fio condutor que a liga à vida e foi por milagre que se safou. No entanto, a memória não regressou dos mortos com ela e por esse motivo não faz ideia como acabou no rio. 
Será que alguém que lhe queria fazer mal? Terá sido uma tentativa suicida falhada? Ou simplesmente um acidente?

O caso de Natasha é um mistério a ser resolvido enquanto Hayley e Jenny, as suas duas melhores amigas andam em pezinhos de lã à sua volta e Rebecca, uma amiga de infância, afastada do grupo e membro de uma casta menos popular, volta sem querer a fazer parte da sua vida.
Mas será que se pode confiar nos discursos de Rebecca, Hayley ou Jenny?
E Natasha? Em quem pode confiar se nem nos seus próprios pensamentos confia?
Quem tem tudo a perder caso Natasha se lembre de tudo o que aconteceu?
E nós, será que podemos confiar em Natasha?
Afinal....como é que ela foi parar ao rio?

"13 minutos" tem aquela vibe Mean Girls misturada com uma dose de thriller que nos deixa desconfiadas e com um pé atrás até ao final.
Segredos, manipulação, popularidade, pressão, inveja, amor, lealdade...tudo elementos voláteis na vida adolescente. 

Embora pertença à categoria Young Adult é sem dúvida um livro capaz de cativar públicos mais adultos. Tem uma história que lança um olhar sobre sobre a fase destrutiva e invencível da adolescência, onde os adultos são uns idiotas incapazes de compreender a intensidade com que as coisas são vividas pelos jovens e esses, no alto da sua montanha egocêntrica ou do fundo do poço da depressão, são capazes das coisas mais impensáveis para levarem a sua avante.

Terminei a leitura com o mesmo pensamento com que cheguei ao fim de "Objectos Cortantes", os adolescentes são assustadores hahaha 
mas terrivelmente interessantes.

Que venha adaptação da Netflix. Sei que vai prender muita gente à cadeira até descobrirem os segredos que Natasha e companhia escondem.

Até lá, fica com uma versão que acho que encaixa na perfeição na história

Uma novidade

Sem comentários :