segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Opinião "Estou Aqui"


"Ohhh Ellsssaaa" 
Este grito que me é tão familiar em nada resulta com esta Elsa. Confinada ao sono imóvel do coma há vários meses, Elsa Bilier, conta os dias pelas visitas da sra. da limpeza que passa a esfregona ao som do programa nocturno da rádio. 
Sim, conta! 
Sabem aquela coisa que dizem que se deve falar com as pessoas que estão em coma porque elas podem ser capazes de nos ouvir? Pois parece que este é mesmo o único sentido que Elsa consegue usar lá das profundezas onde está, tudo o resto está imóvel desde o fatídico acidente que sofreu no glaciar que escalava com grande paixão.
E desde então, todos os dias parecem cíclicos, mesmo com as poucas visitas da família e do pessoal do hospital, mas o ambiente à sua volta muda no dia em que um visitante equivocado entra no seu quarto. 
Thibault quer tudo menos estar no hospital. Obrigado a acompanhar a mãe que visita o irmão mas incapaz de o visitar ele próprio, Thibault refugia-se umas portas mais abaixo e sem querer acaba por abrir uma janela no mundo de Elsa e na sua vida também.
O que começa como um escape, a pouco e pouco transforma-se em algo mais, algo sem explicação lógica.

Contada a duas vozes, este "Estou Aqui" é poético nas descrições sensoriais de uma Elsa em coma e tocante na exposição da alma e coração de um homem que a sente sozinho e perdido. É interessante ver as duas visões do mesmo momento, muitos deles sem palavras
Gostei que lhe tivessem chamado "A bela adormecida dos nossos tempos".

"Estou aqui" uma história que nos faz pensar o quanto a nossa vida pode ficar presa por um fio de um momento para o outro. Pior, o quanto as nossas escolhas acabam por afectar a nossa família e todos os que nos amam.
Nem imagino o peso que deve ser decidir sobre o destino de alguém que não pode decidir por si. Qualquer que seja o vosso género, idade, condição (ou não) paternal...haverá algo que vos irá tocar neste livro. A mim tocou-me ser uma Elsa em coma. Não consigo imaginar a possibilidade, espero nunca ter de imaginar.

 "Estou Aqui" é uma companhia perfeita para um dia frio. Peguem na manta, no chá quente e no livro e vão consumi-lo e uma assentada.

E porque esta Elsa era amante do gelo (coisa que eu não sou), aqui fica a banda sonora que tocava à minha volta enquanto andei a ler "Estou aqui"



"Estou aqui" é uma novidade

Sem comentários :